A origem do coaching | SBWCoaching | Formações e Certificações
737
post-template-default,single,single-post,postid-737,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1300,footer_responsive_adv,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-9.1.3,wpb-js-composer js-comp-ver-4.11.2.1,vc_responsive
 

A origem do coaching

A origem do coaching

21 set A origem do coaching

A origem do coaching

Há algum tempo, comecei um processo de coaching que foi um dos mais importantes e difíceis que farei em toda a minha vida. Foi quando minha mãe, já idosa, começou a apresentar alguns problemas sérios de saúde. Foram 12 internações, em 11 meses!

Tenho em minha biblioteca um livro de Kerry & Chris Shook, denominado “Um Mês para Viver: trinta dias para uma vida sem arrependimentos”.

Neste livro, os autores colocam suas experiências com doentes terminais. O casal relata uma rica experiência. Resolvi falar com os autores e procurei conversar com eles para entender a experiência que eles tiveram e aprender com eles. Eles são casados há mais de 25 anos, têm 4 filhos, portanto havia maturidade e experiência suficiente em ambos.

Eles são muito religiosos, eu não. Eu sou um homem de fé, não de religiosidades. Eles disseram que existem dois caminhos naturais, comuns aos doentes terminais:

– entrar em desespero pela aproximação do inevitável fim, ou

– serenidade e foco para aproveitar ao máximo os últimos dias.

O mais impressionante foi o que eles relataram sobre a grande semelhança entre os dois grupos. Disseram eles que todos (exatamente todos!) que se encontram num momento de final de vida como este, colocam toda a atenção e prioridades nos seus relacionamentos e nos laços afetivos que possuem!

Como disse Rick Warren, autor do livro “Uma vida com propósitos”, não há nada mais útil para definir prioridades na vida que a descoberta de estar prestes a morrer. Muitos descobrem que passaram a vida fazendo coisas sem importância e que não dá para “rebubinar”, pois este filme não tem volta!

É a lei do “quando e então”, pois “quando isso ou aquilo acontecer, então começarão a viver, começarão a ser felizes,ou começarão a fazer isso ou aquilo, etc”. Todos nós já caímos na armadilha do “quando chegar segunda-feira, então eu começo isso” ou “quando tiver filhos, então serei feliz” ou “quando comprar o apartamento, então estarei realizado”, etc.

Voltando ao início… Acompanhar alguém que você admira e ama, ajudando esta pessoa a despedir-se da vida não é fácil, nem simples… Foram momentos profundamente difíceis… E belos!

Procurando leituras complementares para poder ajuda-la melhor, cheguei a artigos e trabalhos de alguns coaches europeus que foram muito valiosos!

Conversei com alguns desses Coaches europeus, acabei chegando aos fundamentos do coaching, para o Coaching Europeu, apoiados na Teoria da Reminiscência de Platão e na Maiêutica de Sócrates. Curioso observar que o termo grego “maieutike” significa: “a que se ocupa do parto”. Sócrates fez esta homenagem à sua mãe, que era parteira.

Sócrates acreditava que “a verdade está no ser humano” e “apoiar o ser humano a retirar a verdade de si mesmo e para si mesmo” é um parto a ser realizado pelo próprio indivíduo!

A maiêutica socrática é fundamentada no caminho da sabedoria e da verdade. E postula que a verdade está no próprio homem, ou seja, tal e qual um parto, cada ser humano pode e deve retirar as suas verdades de si mesmo!

Realizar mudanças em si mesmo é o que há de melhor e mais promissor para qualquer ser humano, em qualquer momento de vida!

Visualizar o novo e traçar um novo futuro nos coloca com uma nova vida pela frente! É um momento de reflexão e renovação. Podemos dar a luz a um novo ser em nós mesmos, várias vezes na vida!

Já para o Coaching americano e canadense a origem do Coaching está em outros pensadores e processos. Falaremos disso em outro artigo.

Carlos Alecrim

Presidente da SBWCoaching®

Carlos Alecrim, M.Sc. é Master of Science em Gestão Empresarial e Master Coach, com certificação internacional em Wellness & Health Coaching. Coach profissional certificado, autor de diversos artigos usados por muitos coaches, coachees e executivos. É Membro da ICF (International Coaching Federation), Corporate Member do IIC (International Institute of Coaching), Member International Advisory Council – IIMP, Membro da SBCoaching (Sociedade Brasileira de Coaching) e CEO do ICCoaching – International Corporate Coaching.

Veja Também

  • Fusão ou aquisição responsável e sustentávelFusão ou aquisição responsável e sustentável Tenho acompanhado o mercado europeu, as suas turbulências financeiras e econômicas e observado, entre outros fenômenos empresariais, um grande número de fusões e incorporações que pode […]
  • O Talento e a EuliderançaO Talento e a Euliderança Há alguns anos atrás fui demitido pela primeira vez na minha vida! Tinha boa maturidade pessoal e profissional, já tinha passado por alguns excelentes desafios profissionais, mas […]
  • SBW CoachingCertificação em wellness coaching Pela primeira vez no Rio de Janeiro, o patrono da Sociedade Brasileira de Wellness Coaching, Michel Arloski, PHD, PCC, estará realizando a Certificação Internacional em Wellness […]

Comentários